evangelismo

Ministério Messões e Adoração

Voluntários

Os homens apontaram ele como “Jesus o Rei dos Judeus” mais Jesus nunca se preocupou com o título, e sim com sua Missão, um ato voluntário, de completa submissão à vontade de Deus e de completo amor em favor dos homens, do qual o levou a morte de Cruz.

Neste entendimento compreendemos que todo aquele que quer crescer dentro da visão do Reino junto ao MMA, deve ser um VOLUNTÁRIO, servindo, focado em sua missão, e não em títulos dado por homens. Sua identidade deve ser de Filho de Deus, tocando a vida das pessoas por sua essência, não por sua aparência, pelo seu testemunho, não por suas habilidades, pelo seu amor, não por obrigação.

No MMA formamos “Apóstolos, pastores, evangelistas, mestres, profetas” VOLUNTÁRIOS, com esta nomenclatura atuaremos em todas as nações dentro dos SERVIÇOS, até mesmo em países perseguidos, pois quem verá a placa VOLUNTARIOS, jamais saberá quem está pendurado na Cruz, morto para o mundo e vivo para Cristo.

EM RESPOSTA AO EDITAL 003/19 ACESSUAS, SEGUE A CLASSIFICAÇÃO FINAL DO PROCESSO SELETIVO/ACESSUAS, BEM COMO OS APROVADOS NO MESMO.

Todos os classificados ao preenchimento das vagas serão comunicados por email, com a lista de documentação a ser apresentada.
O não comparecimento do candidato para assinatura do contrato no prazo determinado acarretará a perda do direito à contratação.
A contratação fica condicionada à realização de inspeção de saúde por médico credenciado pela medicina do trabalho.
Os candidatos classificados, excedentes às vagas atualmente existentes, serão mantidos em cadastro durante o prazo de validade do Teste Seletivo e poderão ser convocados em função da disponibilidade de vagas futuras, ficando sob sua responsabilidade o acompanhamento das convocações por meio do MMA – Ministério de Missões e Adoração Interdominacional do Brasil ocorridas durante o prazo de validade do Teste Seletivo.

DA CONTRATAÇÃO:
O prazo para contratação do presente Processo Seletivo para preenchimento das vagas descritas acima será de até 06 meses a partir da data da assinatura do contrato de trabalho.
A inexatidão ou irregularidade da documentação, ainda que verificada posteriormente, eliminará o candidato do Processo Seletivo, anulando-se todos os atos decorrentes de sua inscrição.